aperte enter para procurar
C.LAB
OPEN NOW!
CURADORIA DE GALCIANI NEVES
DE 13 DE DEZEMBRO A 28 DE FEVEREIRO
#01 C.LAB . “... pegaríamos as coisas onde elas crescem, pelo meio...”

Ana Dias Batista
Fabio Morais
Laura Gorski
Jimson Vilela
Jorge Menna Barreto
Thiago Honório
 

São Paulo - entre 13 de dezembro e 14 de fevereiro acontece na Blau Projects a exposição ...pegaríamos as coisas onde elas crescem, pelo meio..., com curadoria assinada por Galciani Neves. O projeto foi contemplado pelo C.LAB, edital criado pela galeria, e tem trabalhos de Ana Dias Batista, Fabio Morais, Laura Gorski, Jimson Vilela, Jorge Menna Barreto e Thiago Honório.

O projeto coletivo aborda o conceito do meio como uma forma de fugir das definições normativas e limitações que as exigências de um começo e um fim causam na arte. O resultado é um conjunto de obras paralisadas em momentos de transição e acontecimentos, como se precisassem ser continuadas na interpretação dos observadores.

O título/proposta curatorial é uma citação do filósofo pós-estruturalista francês Gilles Deleuze, para o qual as definições normativas e a exigência de começos e fins limitam a arte. Partindo deste pressuposto, os artistas se propuseram a criar e reunir obras sem desfecho, que sugerem uma continuidade para além delas.

O "meio", neste projeto, é um momento de transição, um convite ao público para descobrir os percursos polissêmicos propostos por cada artista. O "meio" é sempre um começo, uma continuação, um flerte com o público rumo a diversas construções de significado.

Na instalação Com efeito, de Ana Dias Batista, por exemplo, uma pista de boliche é criada com uma bobina de papel Kraft acompanhada de uma bola de boliche em sua extremidade, sugerindo a continuidade no movimento do objeto. Já em Vídeo, de Fabio Morais, um vídeo é reproduzido em looping, acompanhado de um texto com narrativa também cíclica. Também estarão expostas instalações e obras dos artistas Jimson Vilela, Jorge Menna Barreto, Laura Gorski e Thiago Honório.

C.LAB

O C.LAB é um edital inédito lançado pela Blau Projects. Com apoio financeiro da galeria, os escolhidos têm a oportunidade de executar um projeto curatorial individual ou coletivo. Uma comissão independente, composta pelo artista Albano Afonso e pelos críticos e curadores Márcio Harum e Marcus Lontra Costa, avaliou os projetos com os seguintes critérios: relevância do projeto no panorama da produção artística contemporânea, objetividade e viabilidade do projeto, criatividade, originalidade e domínio da técnica utilizada.

Galciani Neves

Mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, professora,  curadora e pesquisadora. Realizou pesquisas sobre os procedimentos de criação de livros de artista no Brasil e sobre o exercício de críticos brasileiros. É professora no curso de Artes Plásticas e na pós-graduação em Fotografia na FAAP, na Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Ceará e na Escola Entrópica, do Instituto Tomie Ohtake.