aperte enter para procurar
31/05/2015
Alistamento no Sesc Belém

Éder Oliveira faz individual em Belém do Pará


Artista paraense apresenta a exposição Alistamento, com desenhos, objetos, site specific e videorretratos


O Sesc Boulevard recebe a exposição Alistamento, de Éder de Oliveira, com abertura para o público a partir do dia 30 de maio. O artista paraense, representado pela galeria Blau Projects, em São Paulo –onde expõe em agosto- apresenta desenhos, objetos, site specific e videorretrato que trata o tema do alistamento às Forças Armadas, muito comum na região amazônica. A exposição segue até dia 12 de julho.


Segundo Éder, "esse é o caminho comum a muitos jovens e famílias do interior, que acabam vendo o militarismo como uma forma de migrar para a cidade e melhorar de vida, por mais que na realidade isso nem sempre se concretize. Ouvir as histórias desses jovens fez também que eu me perguntasse quem eu seria hoje caso não tivesse sido dispensado por excesso de contingente, quando me alistei".


A exposição resulta da interpretação e produção do artista sobre o alistamento de jovens nas Forças Armadas, os quais foram escolhidos através de uma convocatória aberta. Os participantes foram fotografados e entrevistados a respeito de temas como identidade amazônica, militarismo e violência, e suas respostas e histórias fizeram parte do processo de investigação e construção dos trabalhos que serão expostos, entre óleos sobre tela, objetos, site-specific e vídeo retrato.


Contemplado pelo Ministério da Cultura e pelo Edital Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais 2014, o conceito do projeto aprovado foi motivado, entre outras questões, pela própria trajetória do artista, que saiu de Timboteua - município na região do Salgado paraense - para a capital Belém, tendo como perspectiva inicial o alistamento nas Forças Armadas.


A curadoria da exposição é de Marta Mestre, curadora assistente do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, que acompanhou o andamento do projeto desde a etapa de convocação dos jovens até a produção das obras, com visita ao atelier do artista, em Belém. Para Marta, ”a exposição Alistamento assume um magnífico efeito de espelho antropológico que, sob o véu de falar dos outros (soldados), deixa passar observações sobre nós, sobre a nossa cultura, os nossos valores e atitudes. E de um modo simples colocou em evidência o quanto toda a imagem é sempre a imagem de um outro, sendo a experiência de alteridade algo que nos é constituinte, e capaz de uma reformulação constante dos termos em que nos definimos”.


Essa é a primeira exposição individual de Éder Oliveira em 2015, que possui outra agendada para agosto na Blau Projects (SP), galeria que atualmente o representa. Formado em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas pela UFPA, o artista participou de exposições como 31ª Bienal de São Paulo, Pororoca: A Amazônia no MAR (Museu de Arte do Rio) e Amazônia, Ciclos de Modernidade (CCBB Rio de Janeiro e Brasília).
Possui trabalhos em acervo de instituições como Museu de Arte do Rio, Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul e Museu Casa das Onze Janelas.



TAGS: ÉDER OLIVEIRA
BUSCAR: