aperte enter para procurar
12/06/2015
Veja o resultado aqui

Promovido pela Blau Projects, o C.LAB, edital voltado à curadoria, chega a sua segunda edição, desta vez aumentando seu espectro de atuação e abrindo as inscrições para projetos da América Latina. Após receber 26 inscrições de projetos de curadores de países como Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Peru, México e Uruguai, a comissão seleção, formada por curadores de diversos países - um alemão, uma portuguesa e um brasileiro-, escolheu os dois projetos: Território, Povoação, de Juliana Gontijo e Gabriel Bogossian e Na Eminência, de Carolina Soares.

A escolha dos projetos foi feita pela comissão de seleção formada por Alfons Hug, diretor do Goethe Institut e curador do Pavilhão Latino Americano na Bienal de Veneza 2015; Marta Mestre, curadora adjunta do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, e Raphael Fonseca, curador adjunto da Bienal do Mercosul 2015. Os critérios de seleção incluem relevância no panorama da produção artística contemporânea, conexões e intercâmbios entre artistas que vivem e/ou trabalham na América Latina, objetividade, viabilidade, originalidade e ineditismo.

A iniciativa independente tem o objetivo de promover conexões entre curadores e artistas de toda a América latina, garantindo apoio financeiro de R$ 15 mil para cada projeto coletivo a ser exposto no espaço da galeria. As duas exposições acontecerão entre junho e agosto de 2015 e entre dezembro de 2015 e fevereiro de 2016.

Projetos

Em Território, Povoação, a dupla de curadores Gabriel Bogossian e Juliana Gontijo apresenta cinco artistas latino-americanos que tratam de um tema comum a todo o continente, que é o território e suas questões de ocupação, colonização, disputas em torno da terra nos contextos agrários, ambientais ou étnicos. O nome do projeto é uma referência ao título de um conjunto de aulas que o francês Michel Foucault ministrou na França, nos anos 1970, investigando a relação entre as transformações das formas de governo e as mudanças na compreensão do território.

Os artistas escolhidos são a peruana Ximena Garrido-Lecca, com o vídeo Contornos, de 2014; o argentino Julián D´Angiolillo, com a instalação Antropolis, de 2011; o colombiano Carlos Guzmán, com o vídeo Colheita, de 2015, o boliviano Andrés Bedoya com os vídeos Rio Adentro(2014) e Rio Negro (2014) e o brasileiro Vítor Leguy com obras da série "Uma reflexão sobre ciclos irregulares”.

Em Na Eminência, da curadora Carolina Soares, foram selecionados seis artistas, dentre os quais, três colombianos: Ana Karina Moreno, com a fotografia digital Clausurado (da série Bolivar Bolos Club), de 2010; Camila Echeverría Martínez, com a fotografia Bogotá Fragmentada, de 2014 e Camilo Ordóñez Robayo, com a instalação Memoria Colonial, de 2010. Dentre os brasileiros, pode se destacar a escolha pela instalação em todos os trabalhos dos artistas; Haroldo Saboia, com Como Construir um Diagrama, de 2014; Jaime Lauriano, com A História se Encerra em Mim, de 2013 e Reginaldo Pereira, com o trabalho Sem Título, de 2015.

Neste projeto curatorial, a busca é pela falha como condição necessária para novas tentativas e recomeços. O objetivo do projeto é reunir artistas brasileiros e colombianos para pensar de que modo os trabalhos refletem sobre a contemporaneidade.
TAGS: C.LAB
BUSCAR: