aperte enter para procurar
2015-08-04
Territórios Forjados #3 no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí

Depois de circular por algumas importantes instituições artísticas do eixo Rio - São Paulo, a Secretaria de Estado da Cultura de SP em parceria com as cerâmicas do Grupo Nivoloni e Museu Solar do Barão tem o prazer de apresentar para o público de Jundiaí a exposição Territórios Forjados #3, projeto contemplado com 2 [dois] prêmios do Ministério da Cultura, 1 do Governo do Estado de São Paulo, e prêmio Temporada 2015 do Paço das Artes.


Com um conjunto de 2 grandes obras produzidas a partir da manipulação de tipos de tijolos em fábricas da região de Jundiaí; cidade natal do artista; o Museu Histórico e Cultural de Jundiaí Solar do Barão abre a exposição Territórios Forjados #3, dia 07 de agosto, do artista Andrey Zignnatto. Até 27 de agosto, o público pode conferir a mega-instalação  "Erosões”, uma instalação que atravessa 3 salas do museu, e "Empilhamento de Estruturas Falidas”.


O artista auto-didata, natural de Jundiaí, desenvolve trabalhos com materiais, suportes e linguagens de diversos tipos [instalações, esculturas, desenhos, objetos, fotografias, vídeos] resultados de pesquisas realizadas inicialmente, por 5 anos, dentro de uma olaria de tijolos localizada em sua cidade natal Jundiaí – interior de São Paulo.  As ideias para o desenvolvimento de seus trabalhos partem do tijolo, seu processo de produção, situações do cotidiano da olaria, como também suas impressões sobre o ambiente da fábrica.


Da mesma forma, Zignnatto desenvolve uma segunda pesquisa que considera uma extensão da primeira, agora realizado dentro de um ateliê, onde também produz trabalhos segundo sua relação com o espaço físico. Desta forma, o ateliê, além de local para a produção de trabalhos torna-se assunto da série "Estudos Para Novas Propostas de Interpretações do Espaço Físico”. Neste, o artista desenvolve seus trabalhos apropriando-se e alterando as características funcionais de instrumentos utilizados para a realização de projetos técnicos como réguas de diversos tipos, folhas com grades simétricas, prumos, entre outros.


Através destes processos, o conjunto de obras questionam as tradições formais sobre os princípios cartesianos de linguagem da interpretação do mundo material, propondo um pensamento renovado da dinâmica de leitura do universo físico e seus signos.


Abertura


dia 07 de agosto, às 19hs


 


Visitação


de 08 a 27 de agosto de 2015


Terça a Sexta das 9 às 17hs


Sábado das 9 às 13hs


 


ENTRADA FRANCA


 


Museu Histórico e Cultural de Jundiaí Solar do Barão


Rua Barão de Jundiaí, 762, Centro, Jundiaí - SP


[011] 4521.6259

TAGS: ANDREY ZIGNNATTO
BUSCAR: